«

»

Mar 26

Pedro Alves finisher pela 2ª vez na dura Transgrancanaria

As 00:00h do dia 6 de Marco (sábado) deu-se inicio da X Transgrancanaria que contou com a participação do atleta Pedro Alves do Clube Aventura da Madeira. Eram 02:30 de domingo quando Pedro Alves, pela segunda vez, cruzou a meta da Transgrancanaria na Playa de Las Canteras.

O atleta deixa aqui no blog o seu testemunho da prova :

“Embora a prova tenha sofrido alterações desde 2008, aquando da minha anterior participação, com o aumento da distancia e desnível, a partida deu-se novamente em Maspalomas onde a fase inicial contou já com a célebre travessia das dunas. Após estas, os atletas deparam-se com uma subida da maré que molhou a todos o calcado. Alguns participantes ainda tiraram meias e sapatilhas, que não serviu muito pois a subida em direcção ao primeiro ponto de controle trouxe outra desagradável surpresa… a ribeira habitualmente seca, este ano corria imensamente, obrigando os corredores a percorrerem cerca de 2 km sempre dentro de agua. Surgiram aqui já algumas quedas e desistências.


Já em terreno seco a subida em direcção a Tunte foi alterada, tendo nesta parte do trajecto sofrido alguns problemas gástricos com constantes naúseas, incapacitando-me de ingerir líquidos ou sólidos, e consequentemente a ficar mais fraco chegando a ter algumas sensações de desmaio. Perante este cenário e com uma subida com quase 1000 metros de desnível o abandono esteve à vista e a subida foi muito penosa. Finalmente com a chegada a Tunte onde tinha um abastecimento, fiz uma paragem de cerca de 45 minutos que me possibilitou ter uma boa recuperação, e assim a sempre difícil  ascensão ate Roque Nublo foi feita sempre a ganhar posições, bem como numa nova parte do percurso que incluiu uma subida ao Pico de Nas Nieves acima dos 1900 metros, e logo de seguida, da não menos dura descida até Garanhon (km 81) onde era o segundo reabastecimento sólido. Seria então que teria lugar a desgastante e difícil descida ate Teror, Los Gilles e posteriormente até a meta. De frisar a má sinalização em algumas partes do percurso que levaram alguns atletas como eu a se perder. Perante este cenário optei por me associar a outros 3 corredores a fim de evitar mais erros de trajecto, pelo que este grupo manteve-se compacto ate o cortar da meta, com o tempo de 26h33m25s na 134ª posição geral.

De referir a cada vez melhor organização deste evento e a extrema dureza da prova que levou a cerca de metade dos participantes a desistir, que já em 2008 foram apenas 30%  atletas que conseguiram terminar.
E também de realçar, a nível pessoal, a importância desta participação para mim que serviu para me preparar para o Ultra Trail du Atlas Toubkal em Marrocos, que apesar de ser uma estreia também será no âmbito de preparação para o maior objectivo maior deste ano, que é o Tor de Geants em Itália.”

A edição deste ano foi ganha pelo campeão espanhol Miguel Heras com o tempo de 13h04m14s, logo na sua primeira participação na prova, bem como a sua primeira prova da época que cujo objectivo é a sua participação no UTMB. Nas senhoras a vitória foi naturalmente para a inglesa Elizabeth Walker (vencedora do Ultra Trail du Mont Blanc em 2009) com o tempo de 16h00m00s, classificando-se em décima da geral.

RESULTADOS